Notícias



Projeto Giramundo vai doar cadeira de rodas para pessoas necessitadas

22/01/2014

A partir de agora, quem precisar de uma cadeira de rodas pode contar com o apoio do Projeto Giramundo, uma iniciativa da ONG Instituto Cidadania Corporativa, que tem como proposta de trabalho manter uma relação ética e transparente no desenvolvimento de ações corporativas ligando pessoas e empresas.

Essa ação nasceu da vontade do publicitário Kito Mansano e da empresária Luli Hunt, em fazer a diferença. Individualmente e com a ajuda de amigos empresários, Kito já distribui cadeira de rodas para pessoas que necessitam. O trabalho que faz é de garimpagem. Ele pesquisa e acha as pessoas que precisam de auxílio. Agora será diferente, porque as pessoas vão se cadastrar para receber a sua cadeira.

Com o lançamento do projeto, a proposta é garantir uma doação mensal de R$ 1 por pessoa. É possível doar mais, não há limite, mas Kito assegura que quer a doação mínima. “Com essa doação mínima, temos como meta inicial distribuir 50 cadeiras de rodas por mês. Para tanto, criamos um modelo baseado no crowdfunding. A nossa preocupação é com a frequência da doação e não com o valor”, diz Kito.

A mecânica do projeto é simples. O interessado se inscreve para receber a cadeira e entra na fila. O diferencial é que através do site a pessoa já consegue visualizar a data em que a cadeira será entregue. A fila andará mais rápido na medida em que o projeto conquistar novos doadores.

Além disso, a pessoa que receber uma cadeira de rodas do Giramundo poderá trocá-la quando não servir mais. Basta entregar a cadeira antiga. Isso será feito respeitando a fila. Assim, a pessoa entra na fila novamente e quando chegar a sua vez a troca é feita. E a cadeira entregue será revisada e entregue para outra pessoa.

Outro ponto importante é que as cadeiras de rodas serão compradas regionalmente, para facilitar a logística de entrega. Vai depender da localidade de moradia da pessoa necessitada. “Esperamos com isso, promover a inserção social de pessoas com necessidades especiais de locomoção, disponibilizando cadeiras de rodas e equipamentos de forma colaborativa”, finaliza Kito Mansano.



VOLTAR PARA NOTÍCIAS



JUNTOS, PODEMOS GIRAR O MUNDO.
COMPARTILHE O PROJETO COM SEUS AMIGOS.


FAcebook twitter Google + Indique um Amigo